Sete vitórias do Ceará sobre times do Sul

Primeiro chegamos a Curitiba (PR) que tem 324 anos de vida e começou com os bandeirantes em 1661. Com 1 milhão e 894 mil habitantes. 

 

Jogo contra o Atlético (PR) 

1:Entre os anos de 1973 e 2011, quando o vozão disputou seu último Brasileirão, as duas equipes se enfrentaram nove vezes, com três vitórias do Ceará, cinco do Atlético (PR) e um empate.  

No dia 14 de março de 1982, no estádio Joaquim Américo válido pela segunda fase do Campeonato Brasileiro o time cearense venceu por 3 x 0, a equipe bicolor. Os donos da casa, escalados por Geraldo Damasceno jogaram com Roberto Costa, Bianchi, Oliveira, Augusto, Dionísio, Nivaldo, Sarandi (Jorge Nobre), Lino, Jair Goncalves, Albeneir (Lalo), Tadeu. O vozão do técnico Caiçara veio a campo com Dalmir, Bezerra, Lula Pereira, João Carlos (gol), Jorge Luis Albuquerque, Mozart, Nicácio, Getúlio, Ademir Patrício (gol), Ramon (gol), Jorge Luís Cocota (Magno). 

 

Contra o Paraná (PR) 

2:Apesar da equipe ser a mais nova da história, foram ao todo 20 confrontos entre Ceará e Paraná, desde 2012, com 4 vitórias alvinegras, 10 empates e seis vitórias bicolor. Nesses confrontos o Paraná chegou a fazer 3 x 0 contra o Ceará em 27 de julho de 2013. Já o jogo que o Ceará venceu que vamos destacar aqui foi em 23 de agosto de 2015, Ceará 4 x 3 Paraná. Esse ano para quem não se lembra, foi o ano da redenção alvinegra. O time quase foi rebaixado e Lisca assumiu a equipe nas últimas rodadas e salvou o clube de ir para Série C. Na partida contra o Paraná, o Ceará ainda estava sobre o comando de Marcelo Cabo, e foi escalado com Luis Carlos, Guilherme Andrade, Thiago Carvalho, Sandro, Victor Luis (gol), Carlão, Baraka (Vinicius), Alex Amado (Fabinho(gol)), Rafael Costa (gol), Mazola, Júlio César. Já o Paraná do técnico Fernando Diniz veio a campo com Marcos, Ricardinho, Luiz Felipe, Luciano Castán, Fernandes, Rafael Carioca, Anderson Uchoa (Jean), Danielzinho, Carlinhos (Lucas Pará), Guga, Carlão (gols) (Léo Coelho).  

 

Vamos agora ao município de Criciúma com 138 anos de vida e uma população de 212 mil pessoas, pólo internacional da indústria do plástico e descartáveis, industria química, metal-mecânica, confecção, colorificos e extração mineral. 

 

Diante do Criciúma (SC) 

3: No dia 07 de dezembro de 1986, pela segunda fase do Brasileirão, o Ceará venceu o Criciuma (SC), por dois a zero, no estádio Castelão. O técnico alvinegro Paulo Frossad, escalou a equipe com Washington, Argeu, Bezerra, Djalma, Alexandre, Seginho, Rubens Feijão, Lira, Bebeto, Flávio, Petróleo (Roberto (gol)). Já o Tigre do técnico Zé Carlos Paulista jogou com Luís Henrique, Silvio Laguna, Rudi (gol contra), Sarandi, Milton Mendes, Ado (Osmair), Jorge Veras (Paulo Borges), Vanderlei, Edemilson, Carlos Alberto, Ivan.  

 

Agora chegamos a Chapecó cidade conhecida como capital do oeste, capital da agroindústria, capital do turismo de negócios. Com 100 anos de vida 214 mil habitantes. No século XVII as primeiras viagens os mamelucos iam na região para atacar as povoações indígenas e torná-los escravos. 

 

 

Sobre o Chapecoense (SC) 

4:Em 2014, o Ceará bateu na trave e chegou em segundo lugar na Copa do Nordeste, contra o Sport, o técnico Sérgio Soares enfrentaria logo depois, a Chapecoense pela Copa do Brasil, no dia 14 de maio de na Arena Condá e a equipe alvinegra para essa partida foi Luis Carlos, Samuel Xavier, Sandro, Diego Ivo, Vicente, Ricardinho, Marcos Vinicius (Michel), Nikão (Alex Lima), Bill (dois gols), Magno Alves (Eduardo). O time de Chapecó do treinador Gilmar Dal Pozzo que depois viria dirigir o Ceará, veio a campo com Lauro, Fabiano, Jaílton, Rafael Lima, Neuton, Diones, Bruno Silva, Nenén (Wescley), Régis (Roni), Alemão Júnior, Tiago Luiz (gol). O vozão venceu por 2 x 1. 

 

Vamos a Porto Alegre bela cidade que infelizmente presenciou uma condenação injusta sem provas de Lula no TRF – 4. Mas lá tem muito mais que isso.A capital dos gaúchos. A Poa. Tem 245 anos de fundação e uma população de 1 milhão 482 mil habitantes. 

 

Em jogos contra o Inter (RS) 

5:Em 1972 eu não havia nem nascido e a edição do Brasileirão era apenas a segunda e o Ceará no estádio Presidente Vargas venceu o Internacional por 3 x 1, no dia 13 de setembro. O técnico era Ivonísio Mosca (eu conheço o filho dele), ele escalou o alvinegro com Hélio, Artur, Nage (gol contra), Paulo Tavares, Mauro, Edmar, Joãozinho, Samuel(gol) (Bello), Da Costa (2 gols), Erandi (Magela). Já o colorado de Porto Alegre de Dino Sani, veio com Schneider, Flávio, Pontes, Edson, Jorge Andradre, Carpegiani, Bráulio (Sérgio), Carbone, Valdomiro, Claudomiro, Escurinho (Volmir).  

 

Mas como não temos esses gols, vou passar aqui um áudio de um gol de um placar igual só que de um jogo da Copa do Brasil de 2014 

 

Contra Grêmio (RS) 

6: A gente nunca consegue engolir aquela Copa do Brasil de 1994,que poderíamos ter ganho, mas o Godoy interferiu. Tiveram outras vitórias de 3 x 0, fora de casa lá no Olímpico com gols de Felipe Azevedo, mas vamos destacar aqui aquela vitória de 3 x 0 em 1978, no dia 31 de maio no estádio Castelão, com comando de Sebastião Leonidas, e o time de Sérgio Gomes, Pedro Basílio, Artur, Dodó, Hamilton Melo (Oliveira (gols)), Chinês (Danilo), Edmar, Ivanir, Mickey (gol), Tiquinho (gol), Júlio. Já o tricolor gaúcho veio escalado por Telê Santana com Corbo, Vicente, Cassiá, Vilson, Ladinho, Tadeu Ricci, Lura (Leandro), Valderez, André Catimba,Eder Aleixo (Renato Sá), Tárciso.  

 

Finalmente chegamos à cidade de Caxias do Sul. A Pérola das Colônias, com 127 anos de fundação. Ela foi primeiramente habitada pelos índios caingangues e depois chegaram os imigrantes italianos. 

 

Primeira rodada 2008 Brasileirão Série B vitória sobre Juventude (RS) 

7: O jogo foi no dia 10 de maio, no estádio Castelão. O técnico do Ceará era Lula Pereira que escalou, Marcelo Bonan, Michel Gaúcho (Luis Carlos), Rones, Dezinho, Alex Braz, Michel, Chicão, Cleisson, Allann Delon (gol), Ciel (Dedé) e Luciano (Vavá (gol)). Já o Zetti escalou o Juventude com Michel Alves, Hélder, Márcio Alemão, Dirley, Márcio Goiano (Elvis), Juan Perez, Paulo César (Thiago Renz), Leandro Cruz (Maycon) e Xuxa, Ivo e Mendes (gol). 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial