Inscrições para 11ª Olimpíada de História terminam nesta sexta-feira, dia 26 de abril

Projeto é realizado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e inscrições podem ser feitas pelo site da ONHB; competição tem início dia 6 de maio

O prazo para se inscrever na 11ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB) termina nesta sexta-feira (26) e pode ser feita pelo site da competição. A primeira fase das inscrições – que previa desconto na taxa e encerrou no dia 31 de março – atingiu recorde de participantes: 14,9 mil equipes cadastradas. O número de inscritos neste período já é maior que o total da 10ª edição. A competição tem início no dia 6 de maio.

A Olimpíada de História é um projeto desenvolvido pelo Departamento de História da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), possui um formato totalmente original e voltado para professores e alunos dos ensinos Fundamental (8º e 9º anos) e Médio de escolas públicas e particulares. Em 2018, quando completou 10 anos, a ONHB contou com 14,3 mil equipes, um total de 57,5 mil participantes de todos os estados brasileiros, com maior destaque para a região Nordeste com 67% de equipes finalistas.

Como funciona

A competição conta com seis fases online, além da final presencial realizada na Unicamp, em Campinas-SP. As provas são realizadas durante as etapas – com duração de uma semana cada – pelas equipes formadas por um professor de História e três alunos.  As respostas (questões de múltipla escolha e realização de tarefas) podem ser elaboradas pelos participantes com base em debate com os colegas, pesquisa em livros, internet, orientação do professor, além de uma gama de documentos e referências oferecidas.

Ao completar as seis fases online, as equipes finalistas participam da grande final presencial na Unicamp, nos dias 17 e 18 de agosto. Na final, os grupos realizam uma prova dissertativa no sábado e, no dia seguinte, participam da premiação com entrega de medalhas.

“A Olimpíada de História tem como principal objetivo incentivar o desenvolvimento da análise crítica e discussões sobre os mais variados assuntos. Para que isso seja possível, oferecemos nas provas e tarefas informações, textos, imagens e mapas para que embasem a elaboração das respostas”, explica a professora do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp e coordenadora da ONHB, Cristina Meneguello.

O principal diferencial da ONHB em relação a outras competições é que ela não exige que os alunos tenham conhecimento do assunto previamente, uma vez que a metodologia permite que a equipe discuta, pesquise e analise as questões entre si, com apoio do professor. Além disso, por meio dos conteúdos e do estudo aprofundado dos temas em História do Brasil, a Olimpíada ajuda a preparar os participantes para vestibulares, concursos e prova do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), entre outros.

“Ao longo desses anos, pudemos perceber que a metodologia contribui de forma bastante significativa com o ensino de História em sala de aula, incentivando o trabalho em equipe e o desenvolvimento da análise crítica”, explica a coordenadora.

A primeira fase terá início dia 6 de maio, finalizando a sexta etapa em 15 de junho. Após as seis fases, no mínimo 200 equipes (800 participantes) serão classificadas e convocadas para a final presencial. O projeto tem apoio do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e é desenvolvido pelo Departamento de História por meio da participação de docentes, alunos de pós-graduação e graduação.

Serviço:

2ª fase das inscrições: de 01/04 a 26/04

Inscrição por equipe: R$ 58,00 (alunos de escolas públicas) e R$ 118,00 (alunos de escolas particulares).

Início das provas: 06/05

Inscrições, regulamento e informações no site: www.olimpiadadehistoria.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *