Assembleia Legislativa comemora Dia Nacional do Maçom

A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará realizou, sessão solene em comemoração ao Dia Nacional do Maçom, que transcorreu no dia 20 de agosto. A solenidade atendeu a requerimento do primeiro secretário da Mesa Diretora, deputado Audic Mota (PSB), e homenageou ilustres figuras da Maçonaria com atuação em diversos setores. 

Filho e sobrinho de maçons, o deputado Audic Mota saudou os presentes pelo “momento histórico da comemoração, no Plenário 13 de Maio”. O parlamentar destacou seu reconhecimento à expressiva participação dos maçons nos mais importantes acontecimentos sociopolíticos e econômicos, que propiciaram significativas mudanças em toda a sociedade. 

“A Maçonaria, com a tradição que tem e com as atividades que exerce – seja dentro da sua discrição ou mesmo quando se consegue ver isso através de outras ações da Maçonaria – é um grande regulador social do nosso País. É, sem dúvida alguma, um caminho e um lugar onde nós conseguimos ver o bem”, ressaltou o deputado. 

 

O ex-governador do Ceará, Luiz Gonzaga da Fonseca Mota, um dos homenageados, afirmou que deve ao maçom Osmar Diógenes boa parte de sua formação política. Gonzaga Mota enfatizou que ser maçom é uma grande honra. “Frequentei uma escola na Maçonaria: uma escola de civismo, de amor à pátria, de liberdade, de irmandade e fraternidade, uma escola democrática. Isso é a Maçonaria”, salientou. 

 

Agradecendo em nome das lojas maçônicas homenageadas, o maçom Raimundo Nonato Barbosa citou o filósofo grego Aristóteles e afirmou que “a grandeza não consiste em receber honrarias, mas em merecê-las. Todavia, se por um lado a honraria nos dá satisfação e alegria, não devemos nos esquecer que, por outro lado, a deferência honrosa traz consigo o peso da responsabilidade, conclamando as agraciadas à mais densa reflexão de que devem manter uma vigília constante para continuarem sendo merecedoras dessa distinção”, pontuou. 

De acordo com o grão-mestre da Grande Loja Maçônica do Estado do Ceará, sereníssimo Sílvio de Paiva Ribeiro, o maçom é o homem que vive para a realização da utopia de tornar feliz a humanidade. “Esse trabalho engloba não apenas as tantas ações movidas pelo coração caridoso do maçom em benefício dos menos afortunados, mas, principalmente, aquele produzido no silêncio de sua individualidade para alcançar as necessárias reformas íntimas. O maçom, portanto, dedica-se prioritariamente a melhorar seu próprio padrão moral; seus exemplos e suas ações interferem positivamente no meio em que atua, seja no bairro ou na cidade onde vive, seja no ambiente em que trabalha, ou onde quer que ele esteja”, explicou. 

Durante a solenidade, também foi concedida homenagem da augusta e respeitável Loja Simbólica Bezerra de Menezes nº 117 ao ex-deputado e presidente do Memorial da Assembleia Legislativa do Ceará Deputado Pontes Neto, Osmar Diógenes, em reconhecimento à inestimável colaboração para a oficina. 

 

Foram homenageados o ex-governador do Ceará Luiz Gonzaga da Fonseca Mota; o ex-ministro do Tribunal de Contas da União Ubiratan Diniz de Aguiar; o coronel Sérgio de Assis Pedrosa; o jornalista Antônio Viana de Carvalho e Francisco Madeiro Bernardino. Também receberam homenagens as lojas maçônicas Deus e Milagres nº 45, Cavaleiros da Harmonia nº 59, Obreiros da União nº 74, Defensores da Ordem nº 93 e Bezerra de Menezes nº 117. 

Participaram ainda da solenidade o ex-deputado estadual Guaracy Aguiar; o coronel Luiz Benício; o grão-mestre do Grande Oriente do Ceará (Goce), José Alves do Nascimento; o grão-mestre adjunto da Grande Loja Maçônica do Ceará, Narciso Dorta Ernandes Filho, e o grande segundo vigilante da Grande Loja Maçônica do Ceará, Osmar Fleming Dias. 

(Fonte: Assessoria  de imprensa da AL/CE) 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *