PROJETO TIRAS URBANAS

Do papel para os muros. Esta é uma das novidade da 5ª edição do Festival Concreto – Festival Internacional de Arte Urbana. O Projeto Tiras Urbanas ultrapassa as páginas dos jornais e revistas para ganhar as ruas de Fortaleza. Através da técnica de lambe-lambe (pôster artístico de tamanho variado colado em espaços públicos), o Tiras Urbanas promete levar a arte dos quadrinhos com muito humor e reflexão para a cidade. Com idealização do artista Narcélio Grud e a curadoria do cartunista e jornalista Carlos Henrique Santos, o Guabiras, os quadrinista Renan César (SP), Rodolfo Camelo (CE), Rodrigo Brum (RN) e Thyagão (CE) criam uma série de tirinhas, algumas inéditas e outras já premiadas, a serem espalhadas no prédio da Justiça Federal, muro cedido pelo entidade.

Essa colaboração da Justiça Federal reforça ainda mais a responsabilidade do Festival na democratização da arte urbana. “É muito legal ter uma parceria com a Justiça Federal nesse sentido, um órgão que, inclusive, é às vezes taxado como conservador, mas está se abrindo para poder receber uma intervenção urbana, que por mais que esteja em museus, festivais e envolvidas com grandes marcas, ainda é uma arte que sofre discriminação. É romper barreiras e fronteiras.” comenta  Narcélio Grud.

A ideia do Tiras Urbanas surgiu da vontade de Guabiras em participar do Festival Concreto e das ideias criativas de Narcélio Grud. Levar os quadrinhos das páginas de livros e jornais para os muros da cidade foi a parceria ideal. Guabiras e Rodrigo Brum, já espalhavam suas tiras pelos muros da cidade, colando-as em paredes de terminais, banheiros públicos. A oportunidade de expor suas obras em grandes muros é uma ótima experiência para os artistas. “Para além de atingir o público, o artista tem grande chance de inspirar alguém em seu caminho diário, provocar uma reflexão, mudar um humor. Ter a possibilidade de no caminho do trabalho, saber que sua obra mudou o cotidiano de alguém, é rico”, comentam.

A curadoria do Tiras Urbanas foi feita por Guabiras e todo conteúdo escolhido pelos artistas envolvidos foram pensados cogitando o espaço onde seria aplicado. São tiras diversas: premiadas, inéditas e já publicadas. O quadrinista reforça a grande oportunidade de atingir novos públicos, outra riqueza proporcionada pela intervenção urbana, que leva o pensamento crítico com criatividade para os passantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *