Prefeitura de Fortaleza conclui ciclofaixas nas ruas Barão do Rio Branco e Senador Pompeu

Prefeitura de Fortaleza conclui ciclofaixas nas Ruas Barão do Rio Branco e Senador Pompeu

Os ciclistas que circulam pelas imediações do bairro Benfica agora têm mais opções de tráfego seguro exclusivo naquela região. É que a Prefeitura de Fortaleza concluiu a implantação de mais 1,9 km de ciclofaixas nas ruas Barão do Rio Branco e Senador Pompeu, no trecho compreendido entre as avenidas 13 de Maio e Domingos Olímpio, contabilizando assim um total de 206,8 km de malha cicloviária disponível na cidade, ou seja, um crescimento de cerca de 204% desde o início da atual gestão.
A iniciativa, coordenada pela Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e a Regional IV, faz parte do contínuo Programa de Expansão da Malha Cicloviária. Estas ações foram anunciadas em fevereiro deste ano pelo prefeito Roberto Cláudio, que definiu a execução de um pacote de 50 km de ciclofaixas e ciclovias implantadas na cidade em 2017.

O projeto
No total, foram implantados cerca de 1,9 km de ciclofaixas unidirecionais, sendo 1,0 km na Rua Barão do Rio Branco e 0,9 km na Rua Senador Pompeu. Para isso, essas vias receberam nova sinalização e os pontos de permissão e proibição de estacionamento foram readequados para a nova configuração de circulação.
O secretário-executivo de Conservação e Serviços Públicos, Luiz Alberto Sabóia, que também é coordenador do PAITT, destacou que a política da rede cicloviária é transversal em Fortaleza. “Ela envolve inclusão social, saúde pública, sustentabilidade ambiental, sustentabilidade econômica, menos congestionamento e segurança pública. A densa e constante ampliação da rede destinada ao deslocamento seguro de ciclistas é resultado de análises técnicas, das diretrizes do Plano Cicloviário, dos diálogos com grupos ciclistas e setores da gestão. A intenção é incentivar cada vez mais a mobilidade sustentável nos mais variados tipos de deslocamentos em Fortaleza, que segue no caminho certo e continua avançando sempre com o objetivo de se tornar a cidade mais ciclável do Brasil”, afirma Luiz.
Para garantir um maior respeito aos espaços de circulação exclusivos dos ciclistas, a ciclofaixa da Rua Barão do Rio Branco será monitorada pelas câmeras da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). O motorista infrator poderá ser autuado ao trafegar ou estacionar irregularmente. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transitar em ciclofaixa ou ciclovia é uma infração de natureza gravíssima com fator multiplicativo 3, somando sete pontos na carteira e multa no valor de R$ 880,41. Estacionar nestas áreas corresponde a uma infração grave, cinco pontos no prontuário do condutor e multa de R$ 195,23.

Expansão
Ao longo deste ano, Fortaleza receberá um total de 50 km de malha cicloviária. E até o final de 2018, também será implantado um anel cicloviário, que prevê 46 km de infraestrutura cicloviária, conectando de norte a sul e de leste a oeste a rede cicloviária em volta da cidade, sendo que sua primeira fase, a ser concluída em julho de 2017, contará com ciclofaixas na Av. Santos Dumont até a Praia do Futuro (2,3 Km), ligação da Av. Antônio Sales com Av. Washington Soares (2,7 km), Anfiteatro do Cocó à Av. Santos Dumont (2,2 Km) e Av. Pres. Castelo Branco entre Jacinto Matos e Pasteur (1,5 Km).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial