JOSÉ NAGIBE PONTES Fazendário exemplar no ofício público e nas lutas sindicais da categoria

“Não existe Governo bom ou ruim, o que existe é servidor unido, lutando pelos interesses da categoria”. A resposta é do funcionário público aposentado (Secretaria da Fazenda Estadual) José Nagibe Pontes, ao ser indagado, conforme a experiência dele ao longo de mais de 40 anos de participação no Sindicato da categoria, qual o “melhor Governo do Ceará”. Para Nagibe Pontes, essa história de governo ou patrão bom não é um referencial para as conquistas dos trabalhadores.  

O que importa mesmo e o que tem mais valor, é “a coesão dos trabalhadores”, todos unidos na defesa dos seus direitos. Sobre a greve, inclusive no serviço público, ele também é categórico, “devemos ir para a greve porque é necessário iniciar um movimento grevista para conquistar e alcançar os direitos”. José Nagibe Pontes desde muito novo participou do movimento sindical dos fazendários do Ceará. Quando se aposentou, depois de 45 anos de efetivo trabalho, deu continuidade às atividades corporativas através da Associação dos Aposentados Fazendários. 

 

Greve à vista 

Ainda hoje ele é uma liderança ativa. Na tarde do dia em que fizemos essa entrevista com José Nagibe Ponte, no início desse mês de setembro, ele informava sobre uma estressante reunião na manhã do mesmo dia, entre as lideranças sindicais, sobre as dificuldades enfrentadas pela categoria junto ao Governo Camilo Santana. Segundo ele, naquele dia, “tudo indica que haverá uma greve..… Mas não é isso que queremos, mas se for para conquistar os direitos dos fazendários, concordo com a greve”. 

Esse é José Nagibe Pontes, funcionário exemplar reconhecido pela categoria e pelo Governo do Estado. Em 2003, recebeu uma homenagem da Assembléia Legislativa do Estado, em reconhecimento aos valiosos trabalhos prestados à administração pública estadual durante as duas décadas e meia de trabalho. Em 2017, também em reverência a sua conduta ética e notável dedicação ao bem comum, durante o VIII Congresso Estadual dos Fazendários do Ceará – foi homenageado com a maior Comenda do Sindicato dos Fazendários do Ceará – Sintaf, recebeu o “Cajado de Cedro”. Ao agradecer a Comenda, Nagibe dedicou o prêmio a todos os fazendários. 

 

Dedicação e atualização 

Nos seus mais de 80 anos de vida, Nagibe comenta que o trabalhador em geral, tem que buscar a unidade da categoria, no entanto, deve se preparar “profissionalmente”, destaca, individualmente, “buscar se atualizar e sempre se dedicar ao máximo durante o seu ofício”. Afirma que sempre foi sindicalista, no entanto, “nunca deixei de cumprir as minhas obrigações”. Nagibe, respondendo com firmeza às nossas perguntas, demonstra segurança nas suas decisões. Indagado se ele tem alguma decepção da vida sindical; responde com presteza e sem demora: “Nenhuma! Sou sindicalista, não me arrependo de nada e faria tudo novamente…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial