Copa do Mundo 2018 Grupo F (Alemanha, Coréia do Sul, México, Suécia)

Dando continuidade a falar sobre os grupos da Copa da Rússia 2018 diante de um iminente conflito, quando os EUA, mandou atacar três alvos na Síria, em retaliação a um possivel ataque químico atribuido ao governo Sírio. Vamos falar hoje sobre Alemanha atual campeã do mundo, Coréia do Sul, México e Suécia. 

 

Alemanha: Para nós brasileiros temos a amarga lembrança dos 7 x 1 na última Copa, eu estava me lemro bem, no dia desse jogo, assistindo com minha mãe, minha ex-mulher no dia que tinhamos voltado e foi aquela decepção, um gol atrás do outro. De lá para cá os alemães se renovaram, com o surgimento de uma nova geração de jogadores, que chegou com um time sub-23 a ganhar a Copa das Confederações de 2017 em cima de Portugal de Cristiano Ronaldo. Para chegar até o Mundial, a seleção não tomou conhecimento dos adversários e no Grupo C das eliminatórias europeias, terminou em 1° lugar, com 30 pontos, 10 vitórias, entre os principais exitos estão, 3 x 0 na República Tcheca, 8 x 0 no San Marino e 6 x 0 na Noruega. foi um passeio alemão. O jogo que deu a classificação com uma rodada de antecedência foi contra a Irlânda do Norte, o técnico Joachiw Löw, colocou em campo Ter Stegen, Kimmich (gol), Jérome Boategn, Hummels, Plan Ttenhardt, Rudy (gol), Kroos, Goretzka (Emre Can), Thomas Müller (Stindel), Drakler (Leroy Saré) e Sandro Wagner (gol), 3 x 1 e mais uma oportunidade de ser campeã. 

 

Na última convocação para amistosos, inclusive o que perdeu para o Brasil, o técnico Joachiw Löw chamou e colocou em campo Trapp, Kimmichm Boateng (Sule), Rudiger, Plattenhardt, Gundogan (Wener), Draxler, Gortezka (Brandt) e Saré (Stindll), Mário Gómez (Sandro Wagner). 

Coréia do Sul: Os coreanos entraram na segunda fase das eliminatórias asiáticas e no Grupo G, sairam na frente com 24 pontos, oito vitórias, as principais vitórias foram sobre Laos 4 x 0 sobre Myanmar. na terceira fase a Coréia do Sul acabou em segundo lugar no Grupo 1 com 15 pontos, quatro vitórias, três empates e três derrotas, foram vitórias apertadas contra Uzsbequistão, 2 x 1; 1 x 0 na Síria; o jogo da classificação foi no dia 05 de setembro de 2017, no estádio Bunyoskor, a partida que ficou no 0 x 0.  

 

México: sempre presente em mundiais a seleção do México, entrou nas eliminatórias da Concacaf que reúne seleções da América do Norte e Central na quarta fase, onde liderou o Grupo A, com 16 pontos, seis vitórias, cinco empates e uma derrota; foi 3 x 0 no El Salvador, 3 x 0 no Canadá. No hexagonal final, o México foi soberano e liderou o grupo, com 21 pontos, seis vitórias, três empates e uma derrota, venceu a Costa Rica por 2 x 0, Honduras 3 x 0; Trinidad e Tobago 3 x 1, nessa vitória, o técnico J. Osório Arbeláez escalou sua seleção no 4-3-3 com José Corona, C. Salcedo, D. Reyes, H. Moreno, A. Guardado, J.Aquino, Javier Hernández (gol), J.Corona, depois entrou Lozano que fez um gol. O México havia se classificado ao vencer por 1 x 0 o Panamá ainda na sétima rodada. 

 

Súecia: O Ibra não esteve no momento decisivo, mas com 36 anos provavelmente estará na Copa. No Grupo A das eliminatórias europeias para Copa do Mundo, a equipe sueca acabou em segundo lugar, com 19 pontos, seis vitórias, um empate e três derrotas, ganhou de 3 x 0 da Bulgária, 4 x 0 do Belarus, 2 x 1 da França e 8 x 0 de Luxemburgo. Se a fase de grupo já era dificil com Holanda e França, imagina a repescagem onde enfrentou Tetra campeã Itália e venceu por 1 x 0 e empatou em 0 x 0 levando a Suécia a mais um Mundial. Desde 1958 a seleção do goleiro Buffon não ficava fora de um Mundial. Nesse jogo o técnico Jahme Andersson colocou em campo Olsen, Lustig, Lindelof, Gragvist, Augustinsson, Johansson (Svensson), Sebastian Larsson, Claessn (Rohdén), Fosberg, Thonen (Thelin), Berg. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial